MOTIVAÇÃO, VALORES E SENTIMENTOS POR TRÁS DA RESISTÊNCIA AO CONSUMO E VEGANISMO

  • Profa. Dra. Claudia Rosa Acevedo Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
  • Isabela Campos Bacharela em Marketing pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
  • Bruno Alves Catão Bacharel em Marketing pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
Palavras-chave: Anticonsumo. resistência ao consumo. veganismo. resistência disposicional

Resumo


O anticonsumo é uma tendência que apresenta várias facetas, e em uma delas encontramos o veganismo. Por sua natureza, o consumidor vegano se recusa a consumir produtos e serviços que envolvam animais em sua produção, tornando-se um ótimo mercado alvo para os produtores ditos como sustentáveis. O presente estudo é composto por uma pesquisa exploratória sobre conceitos como anticonsumo e veganismo e uma pesquisa etnográfica para revelar a moral e ética do consumo vegano, amplamente voltadas ao consumo ético e sustentável. Entre outras coisas, ficou definido que o consumidor vegano muitas vezes se vê marginalizado pelo mercado tradicional, que ainda vende produtos veganos a preços muito mais altos do que os de suas contrapartes nãoveganas; também ocorre uma marginalização emocional, fazendo com que muitos veganos só consigam ser amigos de outros veganos. Ficou claro que os veganos apresentam um ressentimento aos excessos da cultura de consumo desenfreado e veem as empresas que o fomentam como gananciosas e egoístas.

Publicado
20/12/2018
Seção

Mercadológica e Gestão Estratégica da Competitividade Organizacional / Estudos Organizacionais: interações sociais e diversidade