SUCESSÃO FAMILIAR X SUCESSÃO PROFISSIONAL

o caso de uma organização do setor agroindustrial

  • Profa. Dra. Lesley Carina do Lago Attadia Galli UNESP – FCAV- Jaboticabal – SP – Brasil
  • Profa. Dra. Cristiane Sonia Arroyo IFSULDEMINAS – Poços de Caldas – MG – Brasil
  • Prof. Me. Rafael Altafin Galli UEMG – Passos – MG – Brasil
  • Profa. Dra. Glaucia Aparecida Prates UNESP – Itapeva – SP – Brasil
  • Livia Rodrigues Anhesini Graduada em Administração - UNESP – FCAV- Jaboticabal – SP – Brasil
Palavras-chave: Empresa familiar. Profissionalização. Setor sucroenergético

Resumo


No papel de gestor de empresas familiares encontra-se o fundador, que com o tempo deixará esse cargo para seus herdeiros ou então para um profissional especializado na área. Esse momento na empresa se chama de sucessão e nele vemos muitos casos de falência de empresas pela condução inadequada do processo. O presente trabalho tem por objetivo compreender como funciona essa transição de gerenciamento em uma usina na região de Araçatuba-SP, que por cerca de vinte anos teve sua gestão familiar, e nos últimos dois anos passou sua administração para gestores externos. Por meio de entrevistas qualitativas dirigidas aos gerentes dos setores, diretor e o gestor da família que decidiu profissionalizar sua empresa, procura avistar vantagens e desvantagens desse processo, bem como suas novas perspectivas para a empresa.

Publicado
2018-12-20
Seção

Mercadológica e Gestão Estratégica da Competitividade Organizacional / Comportamento organizacional e produtividade